Posted by : Angie Feb 22, 2020


            Era meia-noite. O céu escuro e silencioso da região de Galar rapidamente foi atingindo pelos fogos de artifício que anunciavam o começo de um novo ano no mundo Pokémon. O fundo negro do céu contrastava agora com o espetáculo de luz que se espalhava por toda a região, não deixando ninguém indiferente. Aquele acontecimento marcava o início de um novo começo para muitos. No fundo, uma nova história começava.

            Na cidade Wyndon, a norte de Galar, o Wyndon Stadium era invadido pelas exclamações de toda a plateia ali presente. Todas as pessoas, de todos os géneros e idades, estavam ali. Quer fossem homens, mulheres, crianças ou idosos, todos queriam estar presentes naquele evento. Afinal, era naquele momento que se daria início a uma nova Champion Cup.

            Os olhares de todos os presentes voltaram-se para o centro do recinto do estádio onde, iluminado por um único holofote, um homem apareceu, segurando um microfone na sua mão. Por baixo do elegante fato cinzento, vestia uma camisa branca e uma gravata vermelha. Os sapatos pretos e vermelhos pareciam reluzir com a luz que iluminava o homem de um tom de pele moreno e com um corte de cabelo moderno. A multidão aplaudiu a entrada do homem, que sorria e acenava alegremente em todas as direções.


            - Sejam todos muito bem-vindos ao fantástico mundo Pokémon, onde nos encontramos! – começou, aproximando o microfone à sua boca, fazendo com que a sua voz fosse projetada por todas as colunas espalhadas pelo estádio. A multidão voltou a aplaudir e a lançar exclamações de entusiasmo, enquanto várias câmaras, controladas por Rotom, ao redor do estádio, gravavam e transmitiam aquele evento, em direto, por toda a região. – A nossa querida região de Galar é um local perfeito com uma próspera natureza, lindas cidades e imensos Pokémon com quem todos nós partilhamos as nossas vidas. Como todos sabem, a nossa sociedade é capaz de crescer com a ajuda destas misteriosas criaturas. Sim, Pokémon estão em todo o lado e sempre ao nosso redor, quer seja no mar, no ar, ou na terra. E aqueles que escolhem treinar e crescer ao lado destas criaturas, combatendo e competindo entre si, são conhecidos como Treinadores Pokémon! – o apresentador fez uma curta pausa, à medida que, mais uma vez, as exclamações do público se sobrepunham à sua voz. – Oh, já me esquecia! – brincou. – O meu nome é Rose e eu sou o Presidente da Pokémon League de Galar! É um prazer estar aqui hoje, com todos vocês, a anunciar o início de mais uma edição anual da Champion Cup que, num breve futuro, se irá realizar aqui mesmo, no Wyndon Stadium! – anunciou euforicamente. – Agora, por favor, ajudem-me a receber a sexagésima geração da família real de Galar!

            Duas figuras apareceram ao lado de Rose, cada uma iluminada por diferentes holofotes. Do lado direito do apresentador, um homem com roupas exuberantes e vistosas, em diferentes tons de vermelho, sorria e acenava calmamente. O seu cabelo claro, penteado em forma de escudo, não era indiferente a ninguém. Do outro lado, uma mulher cumprimentava o público de forma delicada. O seu vestido real, de cor azul, brilhava, deixando todos os telespectadores surpreendidos. Também o seu cabelo louro estava penteado de uma forma característica, esculpindo uma espada.

            - Olá Galar! – disseram Sordward LX e Shielbert LX em uníssono.

            O estádio cumprimentou os dois irmãos de pé. A família real Galarian existia há milhares de anos e era admirada por todo o povo da região. Geração após geração, cada casal de irmãos subia ao trono, servindo uma só nação e ocupando o lugar mais prestigiado na sociedade de Galar. Como tal, toda a população os admirava com grande respeito.

            - Esperemos que este ano, novos treinadores se desafiem a si mesmos pela nossa magnífica região fora, em busca de amizade, força e amor! – exclamou a rainha.

            - E não se esqueçam, para competirem na Champion Cup devem desafiar, pelo menos, oito Líderes de Ginásio de Galar. Por sua vez, para participarem no Gym Challenge devem receber uma carta de recomendação de uma personalidade importante. E claro, não se esqueçam do vosso Pokémon Inicial! – explicava o rei, de forma animada.

            O estádio inteiro ouvia atentamente as palavras dos dois irmãos, que pareciam falar e movimentar-se como uma força divina.

            - Esperamos por vocês! – exclamaram os dois.

            Os dois holofotes que iluminavam os irmãos monárquicos desligaram-se. Agora, Rose voltava a estar a solo naquele estádio gigante.

            - Por último, preparem-se para testemunhar uma apresentação arrasadora do Campeão invencível de Galar! Leon!

            O holofote de Rose desligara-se e, por breves segundos, o campo do estádio ficara completamente às escuras. No entanto, o público vibrou quando avistou, no ar, uma chama que ardia intensamente. Os holofotes voltaram-se a ligar e desta vez, todas as luzes do Wyndon Stadium iluminavam o recinto por completo, revelando um treinador de pé, sobre o corpo de um Pokémon voador.

            O jovem vestia uma camisola preta com o símbolo de um escudo e uma espada desenhados. Os seus calções brancos eram acompanhados pelas calças da mesma cor e, nos pés, calçava umas botas escuras. Toda a sua roupa lembrava um uniforme de batalha, à exceção da capa encarnada e amarela que segurava nos ombros, onde eram também visíveis todos os seus patrocinadores, dando-lhe um ar mais sério e vitorioso. Os seus olhos dourados brilhavam, enquanto observavam o mar de gente presente no estádio, ao mesmo tempo que os longos fios de cabelo azul esvoaçavam, como um espírito livre.


            O Pokémon que tinha em seu controlo assemelhava-se a um lagarto gigante. O seu grande corpo era revestido por diferentes tons de laranja, à exceção do interior das suas asas verde-marinhas. As suas grossas pernas contrastavam com os finos braços, porém as suas garras afiadas pareciam prontas para agarrar qualquer presa. O longo pescoço do dragão segurava a sua cabeça, onde pequenos olhos esverdeados observavam com atenção a multidão de gente à sua volta, ao mesmo tempo que a sua grande boca se abria, disparando poderosos Flamethrower no ar, a pedido do seu treinador.
            O público do estádio estava em euforia total. Leon e Charizard pareciam deslizar pelo ar, mostrando a todos a sua forte conexão. O Campeão invencível de Galar e o seu Pokémon Inicial, e também o mais forte, revelavam as suas melhores técnicas a toda a região que os vira crescer e evoluir juntos.

            - Charizard, dispara Fire Spin! – ordenou Leon.

            O Pokémon dragão começou a rodopiar rapidamente no ar. Enquanto o fazia, abria a boca, lançando um rasto de chamas à sua volta e provocando uma espiral de fogo que cercava o seu corpo. Por mais que o público lançasse exclamações de preocupação, Charizard e o seu treinador tinham tudo sobre controlo e os dois estavam em total segurança. Com um potente Air Slash, o Pokémon afastou a espiral flamejante, apagando as chamas por completo, surpreendendo todos os presentes com a sua força e poder.

            Leon e Charizard eram as estrelas de um verdadeiro espetáculo que acabava de começar.

            - Está na hora de aquecermos as coisas! – gritou o Campeão, saltando das costas do Pokémon voador e aterrando em pé no chão, surpreendendo os presentes. – Hora de Gigantamax!

            Leon ergueu a Poké Ball de Charizard no ar, fazendo com que o corpo do Pokémon retornasse para o interior daquele aparelho. Depois, ativou a pulseira que usava num dos seus pulsos, fazendo o aparelho brilhar e, de forma instantânea, a esfera que segurava começou, igualmente, a reluzir, ao mesmo tempo que aumentava drasticamente de tamanho. Depois de atingir a sua dimensão máxima, o Campeão arremessou a esfera gigante para o centro do estádio, libertando o Pokémon no seu interior. Quando o brilho do corpo de Charizard desapareceu, uma nova criatura parecia estar presente dentro do Wyndon Stadium.

            Charizard Gigantamax era uma criatura gigante, com um poder físico impressionante e incomparável. A parte inferior do seu corpo apresentava marcas de pequenos losangos, que contrastavam com as suas pernas e barriga gigantes. As garras, presentes nos pés e nas mãos, aumentaram igualmente de tamanho, assim como a chama na ponta da sua cauda, que parecia nunca mais acabar. As suas asas eram agora de fogo e os seus olhos emitiam um brilho amarelo. Parecia que o corpo inteiro de Charizard era iluminado pela luz do fogo que ardia dentro de si. Por cima da sua figura, nuvens negras rodeavam o seu corpo, emitindo a energia necessária para aquele fenómeno.


            Mais uma vez, a multidão era levada à loucura, presenciando tal acontecimento. Agora, o corpo de Charizard Gigantamax ocupava maior parte do recinto do estádio, ao mesmo tempo que a temperatura no local aumentava consideravelmente.

            - Aponta para o céu e dispara o Wildfire G-Max!

            O Pokémon gigante virou o seu rosto para a atmosfera. Reunindo toda a sua atenção e energia, o dragão de fogo criou, sem grande dificuldade, uma grande esfera flamejante, que aos poucos aumentava de tamanho. Depois de atingir a sua proporção máxima, Charizard Gigantamax lançou a poderosa bola de fogo para o ar. A técnica, de tamanho nunca antes visto, voou por cima do recinto do estádio, provocando uma grande explosão no céu, fazendo com que um brilho intenso caísse sobre toda a plateia, que gritava de excitação e aplaudia de pé.

            - Acreditem nos vossos sonhos, pessoal! – concluiu o jovem, fazendo uma pose ao lado de Charizard Gigantamax, que exibia o seu incrível corpo em chamas. – Galar está à vossa espera!

            Todas as luzes do estado voltaram-se a apagar e o vulto dos corpos de Leon e Charizard Gigantamax desapareceram sem deixar rasto. Num autêntico espetáculo de ilusão de luz, Rose voltou a aparecer no centro do recinto, mais uma vez, iluminado por um único holofote.

            - A energia demonstrada por Leon e Charizard é conhecida como Dynamax ou Gigantamax e está acessível para todos na região de Galar! – exclamou Rose num tom quase publicitário. – Chegamos assim ao fim deste incrível espetáculo! A Champion Cup deste ano está, oficialmente, inaugurada! – exclamou animado. – O nosso próximo encontro fica marcado para daqui a uma semana, no Motostoke Stadium, onde será realizada a cerimónia de abertura do Gym Challenge. Até lá, treinadores!

            A multidão voltou a aplaudir as palavras de Rose que, pela última vez, voltou a desaparecer pela escuridão do recinto, depois do seu holofote se voltar a desligar.

• • •

            A aldeia de Postwick, localizada no sul de Galar, parecia totalmente adormecida. Não havia nenhum humano nas ruas da pequena povoação e todos os Pokémon descansavam nos seus habitats. No entanto, uma das poucas casas que ali existia ainda estava acordada.

            As chamas da lareira aqueciam a casa da família Walter, que permanecia em silencio. Na sala de estar, iluminada por um pequeno candeeiro, um rapaz e uma rapariga, sentados sobre o sofá, fitavam atentamente a televisão já desligada. A jovem vestia um pijama azul-bebé e o jovem, ao seu lado, vestia outro em tons encarnados. Os dois tapavam-se com uma manta aconchegante.

            - Aquilo foi incrível! – exclamou a jovem, visivelmente impressionada.

            - Shhh! – fez o rapaz, colocando o dedo indicador em frente à sua boca, em sinal de silêncio. – A mãe não pode descobrir que ainda estamos acordados. – disse num tom de voz baixo.

            - Ela sabe perfeitamente que nós não iríamos conseguir dormir sem ver a apresentação da Champion Cup, Victor. – respondeu. – Tu viste aquilo? O Leon e o seu Charizard são fantásticos!

            - São mesmo. – concordou o menino.

            - O Hop tem muita sorte em ter um irmão assim tão forte e famoso, não achas? Mal posso esperar para o ver ao vivo…

            - Estás nervosa, Gloria?

            - Acho que é mais… ansiosa. – respondeu a rapariga pensativa. – E tu?

            - Eu estou, de veras, nervoso. – admitiu Victor.

            - Não acho que tenhas razão para estar assim, pequenote. – brincou a gémea mais velha. – Já aprendemos tudo o que tínhamos para aprender com a Professora Magnolia. Agora é a vez de aprendermos por nós próprios. – sorriu.

            - Acho que tens razão. – murmurou o mais novo, ainda hesitante.

            - É claro que tenho!

            - Mas… e a mãe? Não pensas em como ela se vai sentir, aqui, sozinha? – pensava Victor preocupado.

            - Se a mãe tivesse algum problema com isso não nos daria autorização para tal, não concordas?

            - Eu não sei…

            Voltou-se a fazer silêncio na divisão. Desta vez, os dois gémeos voltaram o seu olhar para uma fotografia, pendurada numa das paredes da sala, onde eles sorriam, acompanhados da sua mãe, a guardiã e protetora dos dois. Independentemente do que eles fizessem ou dissessem, a sua progenitora iria sempre apoiá-los e ficar do seu lado. Na verdade, ela era uma super mãe.

            - Achas que ele estaria orgulhoso de nós? – murmurou Victor.

            - Espero que sim. – respondeu Gloria, de forma vaga.

            - Alguma vez imaginaste como é que ele seria? – o rapaz virou-se para encarar a sua irmã.

            - Corajoso. Atencioso. Apaixonado. Simpático. Humilde. – afirmou.

            - Um bom homem. – concordou Victor.

            - O melhor homem que Galar alguma vez viu. – uma voz surgiu, vinda de trás do sofá. Os dois jovens voltaram-se, encontrando a figura da sua mãe de pijama, tal como eles. A mulher não parecia zangada ou surpreendida pelos seus filhos ainda estarem acordados. Muito pelo contrário, revelava um meigo sorriso no rosto. – E, de certeza absoluta, que o vosso pai estaria orgulhoso dos seus filhos. – murmurou.

            Os gémeos sorriram em silêncio.

            - Esperemos que sim. – falou Victor.

            - Nós vamos fazer de tudo para vos orgulhar aos dois. – sorriu Gloria.

            - Sendo assim, podem começar por ir para os vossos quartos dormir. – riu a mulher. – Precisam de descansar.

            Os dois jovens concordaram. Depois de se levantarem e arrumarem a sala, despediram-se da sua mãe e abandonaram a divisão, subindo para o segundo andar da casa, onde se encontravam os respetivos quartos.

            A senhora Walter, no entanto, permaneceu ali, encarando a fotografia que antes os seus filhos admiravam. Gloria e Victor eram seres extraordinários, tal como o seu pai. E ela tinha o prazer de os ajudar a crescer todos os dias. Todavia, a mulher sabia que aquela era a altura de os deixar partir. Iria custar, mas eles tinham o direito de evoluir de forma independente. Afinal, era isso que o senhor Walter desejaria para os seus filhos.

 

{ 2 comments... read them below or Comment }

  1. Yo Angie

    Eu senti toda essa referência de começo de jogo de Pokémon que me fez ficar confortável e em casa rs
    É incrível como Galar tem tanto personagens maravilhosos para trabalhar. Adoro o Rose, o Leon, os dois protagonistas, fora todos os líderes de ginásio.

    Eu tive que pesquisar para saber sobre o rei e a rainha, e adorei como você mudou eles de um forma tão fofa que ficou bem melhor que o jogo rs
    Deu para ter uma boa introdução de como vai funcionar Galar, e muito melhor que você não ficou atropelando os acontecimentos.

    Achei demais os irmãos Walters se escondendo da mãe debaixo dos cobertores e falando sobre sonhos. No final, acho que irmãos são isso, apesar das intrigas, um sempre cobre o outro.
    Estou curiosa para ver quais os iniciais e qual vai ser o rumo da história <3

    Parabéns pelo começo, Angie, continue firme <3

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oi Star!

      As referência no início são mesmo propositadas para essa finalidade. Queria que vocês se sentissem confortáveis, como se tivessem nas vossas casas a iniciar os jogos de Sword e Shield. Espero que tenha conseguido esse efeito!

      De facto, Galar tem imensas personagens curiosas para trabalhar, e eu nem sei como fazer tudo isso! Espero estar à altura mesmo. Se tiver opiniões ou sugestões sobre ideias, por favor apita!

      Os reis Galarian vão ser membros recorrentes da história, afinal eles são a família mais importante e influente da região. Vamos conhecer os dois aos poucos.

      Essa cena dos irmãos Walter foi só mesmo um "cheirinho" para os introduzir de uma forma rápida, mas sem pressas. Os dois são bastantes diferentes, mas como disse "apesar das intrigas, um sempre cobre o outro". É mesmo isso. E é isso que iremos testemunhar nos próximos capítulos!

      Capítulo 2 já tem início da aventura e a revelação dos iniciais! Está quase quase!

      Mais uma vez, muito obrigado por permanecer desse lado e comentar os capítulos, Star!

      Delete

- Copyright © 2019 Aventuras em Galar - Escrito por Angie - Powered by Blogger - Designed by CanasOminous -